quinta-feira, 14 de abril de 2011

"Se der tempo"


Foto: não foi possível encontrar o autor, fonte: precisomeexpressar.blogspot.com


Em um século não tão longínquo do séc. XXI,
Em um "Novo Século", salvar-se-ão milhares.

Nesse novo mundo,
De mentes não turvadas,
Onde há trigo e não joio,
háverá Sol, sem queimaduras solares.

Haverá cura do câncer,
Da AIDS
E os olhos não cegarão,
A pele não morrerá,
O rim não secará,
Os órgãos serão fabricados.

Será o fim da poluição,
Era pró energia limpa, somente.
Hidrogênio como combustível,
E um átomo gerará energia para milhões,
Seus núcleos não serão segredo.

Os ares tornar-se-ão bons,
As águas viverão novamente,
As crianças brincarão nas ruas,
As florestas resnacerão,
Os extintos serão clonados e ressuscitados,
Os mutilados terão pernas e braços,
A sociedade tornar-se-á, enfim, melhor!

A desigualdade enfim terminará,
A fome será uma lenda,
E o conhecimento habitará as nossas casas.
O poeta, o músico, o artista, o palhaço, e ademais terão seu palco mundo.

O choro, enfim, terminará
"Se der tempo",
"Se der tempo".


©Wagner Ortiz
REG. 178-2/299-3 BN

Um comentário:

PATY disse...

Belíssimo!!!!!!!!!!

Como a alma de artista fala alto não?

Realmente se tivessemos esse tempo seria ótimo!

Amei!

Bjokas Su :)