terça-feira, 1 de junho de 2010

Escultor de corpos


Escultura é uma arte que representa imagens plásticas em relevo total ou parcial. Existem várias técnicas de trabalhar os materiais, como a cinzelação, a fundição, a moldagem ou a aglomeração de partículas para a criação de um objeto.

Vários materiais como a pipeta se prestam a esta arte, uns mais perenes como o bronze ou omármore, outros mais fáceis de trabalhar, como a argila, a cera ou a madeira.

Embora possam ser utilizadas para representar qualquer coisa, ou até coisa nenhuma, tradicionalmente o objetivo maior foi sempre representar o corpo humano, ou a divindade antropomórfica. É considerada a quarta das artes clássicas.


Hoje em dia a cirurgia plástica chega ao nível de arte, porém não são todas as pessoas que admiram essa nova modalidade da escultura corporal. Entre muitos nomes como Ivo Pitangui, André Colaneri, etc. surgem médicos sensíveis como o popular Dr. Ray, que aposta não só na estética, mas na arte que ouso de chamar de hiper-humanismo. Apesar de as pessoas enxergarem na cirurgia plástica um meio eficiente de ganhar dinheiro e enriquecer, esse médico atual como um artísta. Assim, além de ter o reconhecimento como melhores cirurgiões de Hollywood, o artista trabalha os corpos em nível de arte, humanizando as pessoas, elevando a estima. E a última obra pode ser considerada a sua humanização acerca das pessoas que não podem ser operadas e transformadas em beldades, mas sofrem com problemas estéticos graves. Assim se mostra o caráter nobre do Dr., que não é só dinheiro, e se empenha em deixar mais que um mero trabalho em carne, deixa assim uma contribuição para humanidade com sua arte e humanidade.

Dr. Robert Ray, talento artístico, humanidade e solidariedade.



Um comentário:

PATY disse...

Gostei muito do post, sempre assisto ao Dr. Rey e realmente a estética não é só uma questão de "beleza" , mas também uma questão de saúde, vida social e autoestima.

Bjokas SU