sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Erradicação da ignorância na CCB

A ignorância, bicho feio, é infelizmente a chave mestra na CCB. Junto com a hipocrisia que gera um pensamento alienado a um sobrenatural que é pura enunciação - manipulação pela intimidação -autoritarismo e exclusivismo. Assim, cegam as pessoas para que sigam suas leis, acreditando ser um cidadão especial, usando rituais e linguagem especial para se distinguir dentre as outras igrejas e pessoas.


É um abuso de poder, da palavra de Deus, que, segundo a CCB, só é verdadeira nos seus púlpitos, entretanto, da boca de seus ministros saem as maiores torpeza, pois são ignorantes a respeito de muitas coisas. Seus membros discutem "doutrinas básicas" que o autor de aos Hebreus intensificou para os Judeus: não façam isso, saiam dos primeiros rudimentos. Mais a SUPREMACIA é uma história antiga, principalmente para os que se alegam especiais.


É uma pena, pois há pontos muito louváveis na CCB. Uma ordem impecável, se não fosse pela ditadura, seria ótimo. A reverência, se não fosse pela ritualização, estaríamos no céu. As orquestras, não pela qualidade, mas pela intenção, se não fosse a ignorância, taxações e proibições teríamos várias orquestras com nível altíssimo, pois muitos músicos são formados. O zelo e respeito pelo irmão, colega de grupo social, mas pena que não é com todos. O respeito pela palavra, pena que não é para com a palavra de Deus que ecoa em todos os lugares, e sim por objetos inúteis e não pela palavra eterna que subsiste ao tempo como disse o mestre: "minhas palavras nunca passarão"; e muitas outras coisas...


Agora, o lamentável é a acepção de pessoas. Isso é inaceitável! E muito pior é propagar que não há necessidade de estudar a palavra, sendo que o próprio Jesus deu ordem para isso:


Jo 5:39 "Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim."


E o dicionário elucida a questão:


examinar
e.xa.mi.nar
(lat examinare) vtd 1 Proceder ao exame de, inspecionando atenta e minuciosamente. vtd 2 Estudar, meditar a respeito de; ponderar: Examine bem o assunto. vtd 3 Investigar a aptidão ou capacidade de: Examinava com rigor os candidatos. vtd 4 Interrogar (o candidato ou examinando). vtd 5 Observar: Examinar os outros. vpr 6 Fazer exame de consciência, observar-se com atenção: "Examine-se, pois, a si mesmo o homem..." (l.ª Epístola de São Paulo aos Coríntios, 11, 28 — trad. do Pe. Matos Soares). vtd 7 Inquirir (testemunhas) sobre a verdade de. vtd 8 Apurar, provar; verificar. vtd 9 Med Inspecionar visualmente ou por outros meios para diagnosticar doença ou anormalidade.


E os Bereanos:


Atos 17:11 Ora, estes eram mais nobres do que os de Tessalônica, porque receberam a palavra com toda avidez, examinando diariamente as Escrituras para ver se estas coisas eram assim.


Essa ignorância pode ser apurada de fato, pois os congregados mal conhecem sua própria língua e muitos são analfabetos funcionais. A prova cabal é a verificação da palavra "pródigo" em Lc 15, ou "cirandar" em Lucas 22:31. A maioria não sabe o significado.


É uma pena, pois a CCB tem tudo para ser uma ótima comunidade cristã. Não fosse pelo germe pútrido de Louis Franciscon de intolerância, de exclusivismo, de ignorância teológica e de sua técnica retórica dualista essa organização já haveria alcançado uma evangelização mundial. Mas ao contrário disso, é um grupo restrito de discurso estagnado e propagador de uma mensagem intolerante e sectária.


Mas porque tudo isso? Simples, pois a manipulação, ritualização, sacralização, exclusivismo, autoritarismo, supremacia em prol de um sobrenatural inexistente, ou seja, baseada sobre prerrogativa de que o próprio intérprete da palavra recebe revelações igualmente ou tão superiores quanto a palavra de Deus, pois a modifica. Assim, o oráculo é assinado pelo dom, expressa confiança, que é parte do contrato fiduciário e o dom garante a manipulação e a alienação dos adeptos dessa ideologia. Enquanto o texto sagrado diz: "E os espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetas." I Cor 14:32




Religião é o opio do povo

" Marx, Kant, Herder, Feuerbach, Bauer, Hess e Heine."

A religião pode fazer suportável [...] a infeliz consciência de servidão... de igual forma o ópio é de boa ajuda em angustiantes doenças.




"A verdadeira maneira de se enganar é julgar-se mais sabido que outros."
(François de La Rochefoucauld)




"Os verdadeiros caráteres da ignorância são a vaidade, o orgulho e a arrogância." (Samuel Butler)




"O pior da ignorância... é que... à medida que se prolonga, adquire confiança." (Autor desconhecido)

Cristão sim, ignorante não!



Um comentário:

patt disse...

"A religião escraviza. A cultura traz conhecimento e opinião própria". (A.desconhecido)

Abraço